Bem vindos ao meu espaço

Após algum tempo a navegar neste mundo de blogosferas, dei por mim ai e ali a escrever o que se pensa aqui… resolvi então criar o "Coffee Break e 3 linhas de conversa", o lado mais dia-a-dia, o lado mais soft, talvez o lado mais “santo” de Santo&Pecador. Serve este blogue, como o próprio nome o diz, para fazer uma pausa e escrever 2 ou 3 linhas sobre aqueles pensamentos, ideias e momentos (bons, maus ou mesmo aqueles assim-assim) que nos surgem durante o dia ou da noite. Vou tentar assim com as vossas opiniões e com algumas, saudáveis, discussões que por aqui vão ficando, tentar enriquecer e melhorar o meu padrão de vida e algo mais…



Logo estão todos convidados para um Coffee Break e 3 linhas de conversa,

segunda-feira, 19 de março de 2012

Uma vida assim...

Assim, sem saber o motivo, a razão, o objectivo, o porquê, pelo qual brotou para a vida.
Ele deu razão ao porquê da sua existência.
Nós!
Sem saber o quão estava tão perto da outra margem.
Agarrou em todo o seu ser e lutou para ser o Pai-Homem.
Entregou-se de corpo e alma à travessia do longo caminho das pedras,
na procura de mais um pouco de conforto,
de mais um pouco de tudo para com os seus.
O louvor ao esforço,
ao suor que o seu corpo chorou,
aos sacrifícios que passou,
às noites que não sonhou era um beijo,
um abraço,
um carinho...
Ofuscava-nos com o brilho dos seus olhos a sorrirem de orgulho,
pela forma como estava a conseguir conduzir a vida.
Da mesma forma que brotou,
sem saber o motivo, a razão, o objectivo, o porquê,
ele disse: - Adeus vida,
adeus mundo cá fora, adeus a nós, adeus a si próprio.
Sem sequer saber o que foi. Nunca mais será.
Pai!
Foi nesse dia, nesse momento, nessa altura,
que eu percebi que nós somos apenas
Nada!

Pai! Tu não merecias
uma vida assim...

9 comentários:

Anónimo disse...

" Pai. Nunca envelheceste, e eu queria ver-te velho, velhinho aqui no nosso quintal, a regar as árvores, a regar as flores. Sinto tanta falta das tuas palavras. Orienta-te, rapaz. Sim. Eu oriento-me, pai. E fico. Estou. O entardecer, em vagas de luz, espraia-se na terra que te acolheu e conserva. Chora chove brilho alvura sobre mim. E oiço o eco da tua voz, da tua voz que nunca mais poderei ouvir. A tua voz calada para sempre. E, como se adormecesses, vejo-te fechar as pálpebras sobre os olhos que nunca mais abrirás. Os teus olhos fechados para sempre. E, de uma vez, deixas de respirar. Para sempre. Para nunca mais. Pai. Tudo o que te sobreviveu me agride. Pai. Nunca esquecerei."

JOSÉ LUIS PEIXOTO, in MORRESTE-ME

(beijo-te o coração)

Moi disse...

Somos nada mesmo... por isso mesmo devemos aproveitar cada segundo, nunca sabemos se não será o último.

Quanto ao merecer, amigo, todos nós viemos por uma missão com fim traçado, acredita que mesmo não encontrando o sentido, ele cumpriu o que tinha de vir cá fazer.


Festinha em ti! :))
Um beijo porque também és pai!

Moonlight disse...

Meu amigo,

A vida é injusta tantas vezes...
Parabêns porque és pai!E Parabens porque és sempre filho daquele que te amou e te ama onde quer que esteja...As tuas palavras são lindas e cheias de um sentimento chamado saudade,tristeza e principalmente alegria porque sabes que foste amado de verdade!

Um bjinho e um xi-coraçao para ti,cheio de luar

Sol de Dezembro disse...

Um beijo com carinho.
E que os o sorriso dos teus olhos brilhem com igual orgulho.

Santo&Pecador disse...

Anónimo,
Muito boas as palavras do José Luís Peixoto, não fossem elas de um dos nossos melhores e mais sensíveis escritores, na minha modesta opinião.

Gostei desse beijo ;)
Beijo-te, igualmente... o coração.

Santo&Pecador disse...

Moi,
Sem dúvida que o pouco tempo que cá esteve, cumpriu bem a sua "missão".
A melhor prova disso, é ouvir a minha mãe a falar do meu pai... ainda hoje continua apaixonadíssima por ele.

Beijo para ti, que és mãe (e pai).

Santo&Pecador disse...

Moonlight,
Querida amiga, obrigado pelas tuas palavras que sempre me acarinham.:)

Um beijo grande para ti.

Santo&Pecador disse...

Sol de Dezembro,
Sem dúvida que tenho orgulho no pai que tive, infelizmente pouco tempo. :(
Mas tenho uma MÃE que fez (faz) grandiosamente o papel dos dois.

Outro beijo com carinho para ti.

Paula NoGuerra disse...

Não concordo com o "somos nada" pois somos TUDO, especiais em cada forma do ser. Ninguém merece sofrer mas o facto é que todos passamos por momentos menos bons na vida, uns mais outros menos, uns de uma forma outros de outra, mas faz parte de quem somos e da nossa vivência nesta vida. Aprendemos, crescemos e ensinamos. Para a "próxima" há mais :)
Há que dar valor a TUDO pois somos isso e MUITO MAIS :)
FELIZ DIA DO PAI XXXX