Bem vindos ao meu espaço

Após algum tempo a navegar neste mundo de blogosferas, dei por mim ai e ali a escrever o que se pensa aqui… resolvi então criar o "Coffee Break e 3 linhas de conversa", o lado mais dia-a-dia, o lado mais soft, talvez o lado mais “santo” de Santo&Pecador. Serve este blogue, como o próprio nome o diz, para fazer uma pausa e escrever 2 ou 3 linhas sobre aqueles pensamentos, ideias e momentos (bons, maus ou mesmo aqueles assim-assim) que nos surgem durante o dia ou da noite. Vou tentar assim com as vossas opiniões e com algumas, saudáveis, discussões que por aqui vão ficando, tentar enriquecer e melhorar o meu padrão de vida e algo mais…



Logo estão todos convidados para um Coffee Break e 3 linhas de conversa,

terça-feira, 10 de julho de 2012

Estou...




Estou…
Cheio de mim, vazio de você, cheio de nada, vazio de tudo, cheio de mágoa, vazio de esperança, cheio de lástima, vazio de afago, cheio de falta, vazio de tanto, cheio de perda, vazio de força, cheio de vazios, vazio de ti, vazio de ti amor.

domingo, 8 de julho de 2012

North Atlantic


Num país onde as ideias são rejeitadas, as oportunidades extintas e o correr o risco de sonhar é proibido, orgulho-me de ver este português a mostrar ao mundo do que nós somos capazes. Somos tão bons ou melhores que qualquer um no mundo e só não o somos mais porque quem nos governa não nos apoia, antes pelo contrário, só nos cria obstáculos.
Não! Não conheço o Bernardo, o responsável por esta maravilhosa curta-metragem, mas é português... mais que isso, é um português com um sonho, e eu como português e sonhador que sou, não podia deixar de ajudar o Bernardo a chegar à final e a ganhar.
O filme é de uma sensibilidade incrível, simplesmente maravilhoso!
Vejam e depois digam-me lá se este rapaz não merece ganhar o prémio e fazer uma longa-metragem com o realizador Ridley Scott.
Eu já votei e voltarei a votar, votem também.


quarta-feira, 4 de julho de 2012

Pontes



Quando um rio se atravessa entre duas terras, construímos as pontes para as unir…
Quando as dificuldades se atravessam entre duas vidas, construímos laços para nos unir…
A resistência das pontes, contra as fortes correntes dos rios, constroem-se com a força de betão com que estas se erguem…
A resistência às dificuldades, que se atravessam entre duas vidas, constroem-se com a força da cumplicidade com que estas se unem…